"Eu sou um vazio que transborda de sentimentos".
©
Theme por: Anyh S.
Mais themes em: Nerdesign
Não foi desejo. Nem vontade, nem curiosidade, nem nada disso. Foi um choque elétrico meio que de surpresa, desses que te deixa com o corpo arrepiado, coração batendo acelerado e cabelo em pé. Foi sentimento. Não foi planejado, nem premeditado. Foi só um querer estar perto e cuidar, tomar todas as dores e lágrimas como se fossem suas. A vontade e o desejo vieram depois, bem depois. Não foi um lance de corpo, foi um lance de alma. Não foram os olhos, nem os sorrisos, nem o jeito de andar ou de se vestir, foram as palavras. Uma saudade e uma urgência daquilo que nunca se teve mas era como se já tivesse tido antes. Foi amor. É amor.
Tati Bernardi.   (via centralizados)
Eu quero você, mas por favor não desista de mim. Sou estranha, complicada e as vezes um tanto ignorante, mais é meu jeito.
Tay Ribeiro. (via recontador)
Coragem, moça. O mundo é tão grande e você tão jovem.
Enigmas de Oliver.   (via escamotei)
A carência é nossa inimiga número um. Já parou pra pensar nas besteiras que faz por carência? Liga pra relacionamentos falidos, dá bola pra babacas…
— Tati Bernardi.  (via capitule)
477
Na vida, apenas uma coisa é certa, além da morte e dos impostos. Não importa o quanto você tente, não importa se são boas suas intenções, você cometerá erros. Você irá machucar pessoas. E se machucar. E se algum dia você quiser se recuperar… Há apenas uma coisa que pode ser dita… Esquecer e perdoar. É isso que dizem por aí. É um bom conselho, mas não muito prático. Quando alguém nos machuca, queremos machucá-los de volta. Quando alguém erra conosco, queremos estar certos. Sem perdão, antigos placares nunca empatam, velhas feridas nunca fecham. E o máximo que podemos esperar é que um dia tenhamos a sorte de esquecer”.
Grey’s Anatomy.  (via capitule)
Quero sexo na escada e alguns hematomas e depois descanso numa cama nossa e pura. Quero foto brega na sala, com duas crianças enfeitando nossa moldura. Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele, o dinheiro dele (brincadeira…). Que ele me ame como a minha mãe, que seja mais forte que o meu pai, que seja a família que escolhi pra sempre. Quero que ele passe a mão na minha cabeça quando eu for sincera em minhas desculpas e que ele me ignore quando eu tentar enrolá-lo em minhas maldades. Quero que ele me torne uma pessoa melhor, que faça sexo como ninguém, que invente novas posições, que me faça comer peixe apimentado sem medo, respeite meus enjôos de sensibilidade, minhas esquisitices depressivas e morra de rir com meu senso de humor arrogante. Que seja lindo de uma beleza que me encha de tesão e que tenha um beijo que não desgaste com a rotina.
Tati Bernardi. (via capitule)
Um dia , quando eu deixar de lhe escrever, nós dois vamos saber que nunca chegaríamos tão longe um sem o outro. Viveremos cada um na memória do outro, e isso é a eternidade, porque o tempo não existe além do amor. Sei que você chorou quando fui embora. Mas quero que cante e pense sempre que o futuro não é um problema a resolver, mas um mistério a descobrir. Há lugares no mundo que transformam as pessoas. Espero que as pessoas nunca cheguem a mudar esses lugares. Do fundo do meu coração, nessa noite estrelada, penso muito em você e invejo o que a espera.
Kafka e a Boneca Viajante. (via capitule)
Não sou nem otimista, nem pessimista. Os otimistas são ingênuos, e os pessimistas amargos. Sou um realista esperançoso. Sou um homem da esperança. Sei que é para um futuro muito longínquo. Sonho com o dia em que o sol de Deus vai espalhar justiça pelo mundo todo.
— Ariano Suassuna (via capitule)
179
Eu é que deveria estar sentado com você. Que deveria tê-la feito rir daquele jeito. Não conseguia me livrar daquela sensação. Deveria ter sido eu. E quanto mais a conhecia, mais sentia; nunca tinha me acontecido isso antes. Sempre que eu queria uma pessoa, depois que conhecia, não queria mais; mas com você a sensação só se fortalecia.
Cidade de Vidro  (via revivenciador)